Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

Uma menina bem comportada

És uma canção que Deus escreveu. Não me interpretes mal, eu sei que isto pode soar um pouco estranho, mas tu és dono do espaço onde todos os meus pensamentos se vão refugiar. Eu encontro-os sempre debaixo das tuas roupas.

Debaixo das tuas roupas há uma história infinita, há o homem que eu escolhi, há o meu território. Há todas as coisas que eu mereço por me portar bem!

Por tua causa, eu esqueci que sei mentir, fiquei sem razões para chorar. Quando os amigos saem , a festa acaba, nós continuamos a pertencer um com o outro.

Amo-te mais que tudo o que há no mundo. Dançar, falar, andar, respirar...

Sabes que é verdade.

É engraçado, quase que não dá para acreditar. Tal como cada voz está iminente do silêncio, os candeeiros estão suspensos do tecto. Como uma senhora cingida à educação, eu estou amarrada a este sentimento. Mas não. Não é porque está na música que é verdade. Estou presa a ti porque o amor liberta, mas também amarra!

Porque és o homem que escolhi. Porque te mereço. Porque sei que é no teu corpo que escrevo e vivo uma história sem fim.

A música: Underneath your clothes
Etiquetas dos Egos: ,
Egotismo de Sophia às 14:09

6 comentários:
De MalucaResponsavel a 26 de Setembro de 2007 às 00:35
Olá... encontrei-o no blog da Dhyana e, por causa dos teus comentários, tive vontade de ler-te e, agora, de comentar-te. bj
De Sophia a 26 de Setembro de 2007 às 10:59
Grazie Maluca Responsável! Pela visita e pelo comentário!

Baci :-)
De Cakau a 25 de Setembro de 2007 às 16:07
E que bem que continuas a escrever.
Esse sentimento (amor) é uma faca de dois gumes. Mas sabe tão bem. Merecemo-lo sentir e, no entanto, nem sempre somos capazes de vivê-lo e aceitá-lo.
Bonito, o teu texto (as always!) *****
De Sophia a 26 de Setembro de 2007 às 10:58
Grazie Cakau!
Há sempre quem fuja, se recuse a viver... É sempre bom viver um amor, nem que no fim as lágrimas tenham sabor de sangue! Eu acho.

Baci :-)
De Ly a 25 de Setembro de 2007 às 15:03
Ah! O amor.....sempre tive a incrível capacidade de escolher os amores mais estranhos e os caminhos mais tortuosos.....porém jamais mudaria as vírgulas dele.
Porém o amor barroco, aquele q se sofre, que mata e que deixa marcas. Este tipo de amor não é o que eu espero pra mim, kkkkkkkkkk......só pra escrever.

beijocas

Ly
De Sophia a 26 de Setembro de 2007 às 10:56
Acho que são os amores que nos escolhem para viver determinada situação! ;-)
A vida é mais saboreada quando se diminuem arrependimentos, não é?
Sem dúvida Ly, esse só para escrever mesmo!!!

Baci

Eco

Ego sum

Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Egos recentes

Back and forward

Hoje, tal como Rett Butle...

Breaking trough

Limpezas...

Um apontamento na históri...

Don't be afraid to dream*

Grão de areia

Egos passados

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Etiquetas dos Egos

todas as tags

Passear pelo Egos

 

Outros Egos

Som no Egos

Feeds do Egos

Prémios do Egos

Por Ly de 'Divino Senão Fosse Humano'

 

Por Diogo Ribeiro de 'O Meu Nada'

 

 

Por Ly de 'Divino Senão Fosse Humano'

 

Egos que referem o Egos

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
blogs SAPO